Catarina Dee Jah.

catarina4

Catarina DeeJah sempre esteve atenta a tudo que acontecia no mundo da música. Perdia-se pelos sebos do Recife pesquisando sons e criando um acervo que lhe ajudaria a começar sua carreira de DJ.

Apresentando um trabalho autoral caracterizado por analogias entre ritmos populares brasileiros e universais: coco/ragga, cumbia/brega, xote/reggae, brega etc.

Suas canções são inspiradas em dramas amorosos, fenômenos culturais de verão e mulheres inconformadas com letras que possuem a dose certa de lirismo, ironia e sarcasmo.

No palco, Catarina DeeJah é uma espécie de Joelma punk. Ela dança, debocha, solta frases de efeito, e tem uma sinceridade que chega a machucar os desavisados. Mas também sabe agradar os ouvidos e olhos atentos em suas músicas e expressões no palco.

Para uma DJ que nunca pensou em ser cantora, Catarina DeeJah já rodou mais do que seus discos, e agora caminha para um mundo além dos sulcos dos vinis.

Catarina é hoje sem dúvida uma das maiores revelações da música pernambucana.

A banda é formada por músicos que desenvolvem trabalhos em diversas bandas cujo resultado final tem qualidade reconhecida (Homero Basilio – Orquestra Sinfônica do Recife e Alessandra Leão; Yuri Queiroga – China e Lula Queiroga; Hugo Gila – Orquestra Contemporânea de Olinda e Academia da Berlinda e Francisco Moreira – Mombojó e Jr. Black).

Vale ainda ressaltar, que os músicos envolvidos neste projeto têm experiência enquanto produtores musicais e gerentes de selo. Cabe também frisar, que há dois anos diversos experimentos musicais e técnicos em home- studio vêm sendo feitos, em busca de uma originalidade sonora para a obra de Catarina DeeJah. Toda esta etapa, ou seja, a fase de pré-produção musical, gerou uma maturidade para que a artista e sua banda possam gravar o CD em estúdio profissional. O mesmo pode ser afirmado em relação às apresentações ao vivo. Catarina já fez shows em importantes festivais do Recife e em outras cidades brasileiras: Coquetel Molotov (Recife), Rec Beat (Recife e São Paulo), Conexão Vivo (Recife), Sesc Pompéia (São Paulo) e em casas noturnas de diversas cidades brasileiras (S.P, Brasília, Goiânia, Salvador), sempre com ótima aceitação de público e crítica especializada. De forma espontânea, já foram publicada resenhas e matérias sobre Catarina DeeJah nas revistas Rolling Stones, TPM e Up!. A artista também já foi capa dos cadernos de cultura dos jornais O Globo, Folha de São Paulo, Jornal do Commercio e Diário de Pernambuco e convidada para participar de gravaçõesde programas de televisão de alcance nacional (vinhetas da MTV, Compacto Petrobrás – Rede TV, Som na Rural – TV Brasil, Trama Radiola – Multishow).

Os produtores do coletivo Coquetel Molotov souberam da novidade e resolveram No palco, Catarina DeeJah é uma espécie de Joelma punk. Ela dança, debocha, solta frases de efeito, e tem uma sinceridade que chega a machucar os desavisados. Mas também sabe agradar os ouvidos e olhos atentos em suas músicas e expressões no palco.

Para uma DJ que nunca pensou em ser cantora, Catarina DeeJah já rodou mais do que seus discos, e agora caminha para um mundo além dos sulcos dos vinis.

 

Contato para Show:
Contratempo Produções
Baixe o disco “Mulher Cromaqui” no site oficial:  http://www.catarinadeejah.com/

Contato.

Rua Paula Batista, 156 Casa-Amarela, Recife-PE, CEP. 52070-070 contato@joinharecords.com.br (81) 3031-9156